quarta-feira, 10 de março de 2010

Você já ouviu falar em Educação Sensorial?

"... a um universo repleto de palavras e significados que talvez não façam parte do seu dia-a-dia, mas com toda certeza etão lá, impressos nas suas ações e colados à sua rotina, e cujo resultado positivo você observa intuitamente, embora muitas vezes não cpmpreenda o motivo." (trecho do livro O Processamento Sensorial como ferramenta para educadores: facilitando o processo de aprendizagem- Aline Rodrigues Bueno Momo, Claudia Silvestre e Zodja Graciani,ed. artividade)
E foi lendo este maravilhoso livro que descobri algo que como educadora já praticava em sala de aula, mas que ainda não havia me dado conta que usamos nossas rotinas diárias,como facilitadoras de aprendizagem.
Usamos o que o livro chama de Organização Sensorial do Ambiente, ou seja quando solicitamos que um aluno mais alvorosado saia de sala para beber água estamos dando a ele a oportunidade de se orgnizar e voltar mais tranquilo ao ambiente escolar. Quantas vezes nós educadores solicitamos que as crinaçs entrem na fila para entrar ou sair de algum ambiente. Desta forma também estamos utilizando a Integração Sensorial.

Então o que é Integração Sensorial?

A abordagem de Integração Sensorial foi desenvolvida, na década de 1970, pela Terapeuta Ocupacional Dra. A. Jean Ayres (1972,1979,1982), que fundamentou o método a partir do funciionamento nervoso central (SNC) e da forma como recebe e organiza a variedade de informações sensoriais provinientes do meio ambiente.

O cérebro humano recebe diariamente grande quantidade de informação através dos sentidos, e é através deles que a criança aprende a se mover, equilibra-se e relacionar-se como o mundo que a cerca. O cérebro organiza as informações recebidas e esse processo é chamado de integração sensorial.
Durante anos o cérebro humano tem sido considerado como um computador e como tal depende das informações que recebe do ambiente através dos sentidos,ou seja, visão, audiçao, tato e gustação,também precisa compreender sobre os conceitos de gravidade e movimento. Assim,o cérebro orgniza todas estas sensações e forma um plano de ação.
Quando criança não recebe informações sensoriais importantes, pode não estar recebendo o "alimento" que o cérebro precisa para o processo de aprendizagem. As vezes achamos que as crianças com dificuldades de aprendizagem tem algo mais sério, qusndo na realidade podem apena apresenar uma dificuldade no processo sensorial.

Um comentário:

Eliandra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.