terça-feira, 11 de maio de 2010

DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM

Para podermos tratar de dificuldades de aprendizagem, primeiro temos que falar dos esquemas evolutivos da aprendizagem, pois através dela, concebe-se a aprendizagem como uma construção intrapsíquica, com continuidade genética e diferenças evolutivas, resultantes da sua interação com o meio. assim entendemos que desde o nascimento até o contato como o grupo familiar a crianças recebem o resultado das interações do substrato biológico com a mãe, que na realidade será sempre o objeto por excelência e mediadora das características da cultura e das famílias históricas e atual, modelando assim a personalidade.

É por isso que hoje a aprendizagem vem ocupando um lugar de destaque, na realidade, merece que haja uma continudade da formação deste professor que vai atuar com essas crianças.E isso vem incomodando bastante as classes educacionais. Como atender essas crianças com dificuldades de aprendizagem e as que hoje foram trazidas pela inclusão. Se antes os professores já sentiam um frenezi com dificuldades de aprendizagens que dirá com transtornos de aprendizagem.

Assim o âmbito institucional, com suas muitas e grandes deficências, precisam ser revistas e encontrar uma nova perspectiva para a formação de professores que possam ser mediadores, atuando dentro do parâmetro educacional,mas que tenha o aporte necessário para atender a estas crianças tão especiais. Acredito que se houvesse uma formação a nível de especialização que podesse ser somada ao curso de pedagogia, seria de grande valia na construção desta nova escola.

Logo chegamos a conclusão de que a aprendizagem é uma função integrativa,onde relacionan-se a mente, o corpo e a psique para que assim o indivíduo possa se formar de uma forma particular e única.Cada um tem sua forma particular de aprender ou seja de processar as informações.Para poder entender bem o processo complexo da aprendizagem, ilustramos com o caso dos meninos lobo. Por circunstâncias diferentes eles cresceram as margens da sociedade moderna. Encontrados numa floresta, vivendo sozinhos, selvagens e afastados da civilização. Podemos acreditar que ambos estavam psicologicamente vivendo num submundo. Assim foram feitos vários testes e estudos com esses meninos. Através dos mesmos, foi constatado que a base cerebral permanecia intacta e normal. No entanto não haviam adquirirdo , a base do psiquismo humano. Esses meninos não haviam adquiridos uma série de funções humanas como andar ereto ou utilizar a linguagem oral. Porém, sabiam correr de quatro muito mais rapidamente que seus contemporâneos e podiam reconhecer pelo olfato o que realmente podiam comer , sem morrrer. Assim, na realidade haviam desenvolvido exclusivamenteos sentidos que foram mantidos durante seus primeiros anos de vida.Podemos perceber que apesar de terem a base morfológica cerebral perfeita, não tiveram a possibilidade de desenvolverem a organização e reorganização funcional em virtude da aprendizagem prática e llinguística que deveriam ter adquirido durante a vida.Também não tiveram um modelo (mãe) ou seja a mediadora dos saberes sociais. Por isso o desenvolvimento cognitivo não conseguiu se transformar. Alguns estudiosos afirmam que se uma pessoa não escuta até os dez anos de idade, por exemplo, é muito improvável que possa aprender a falar.Conseguimos então compreender que o funcionamento do cérebro depende das experiências que construimos durante nossa vida.
Para podermos tratar de dificuldades de aprendizagem, primeiro temos que falar dos esquemas evolutivos da aprendizagem, pois através dela, concebe-se a aprendizagem como uma construção intrapsíquica, com continuidade genética e diferenças evolutivas, resultantes da sua interação com o meio. assim entendemos que desde o nascimento até o contato como o grupo familiar a crianças recebem o resultado das interações do substrato biológico com a mãe, que na realidade será sempre o objeto por excelência e mediadora das características da cultura e das famílias históricas e atual, modelando assim a personalidade.

É por isso que hoje a aprendizagem vem ocupando um lugar de destaque, na realidade, merece que haja uma continudade da formação deste professor que vai atuar com essas crianças.E isso vem incomodando bastante as classes educacionais. Como atender essas crianças com dificuldades de aprendizagem e as que hoje foram trazidas pela inclusão. Se antes os professores já sentiam um frenezi com dificuldades de aprendizagens que dirá com transtornos de aprendizagem.

Assim o âmbito institucional, com suas muitas e grandes deficências, precisam ser revistas e a encontrar uma nova perspectiva para a formação de professores que possam ser mediadores, atuando dentro do parâmetro educacional,mas que tenha o aporte necessário para atender a estas crianças tão especiais. Acredito que se houvesse uma formação a nível de especialização que podesse ser somada ao curso de pedagogia, seria de grande valia na construção desta nova escola.

Logo chegamos a conclusão de que a aprendizagem é uma função integrativa,onde relacionan-se a mente, o corpo e a psique para que assim o indivíduo possa se formar de uma forma particular e única.Assim cada uma tem sua forma particular de aprender ou seja de processar as informações.Para poder entender bem o processo complexo da aprendizagem, ilustramos com o caso dos meninos lobo. Por circunstâncias diferentes eles cresceram as margens da sociedade moderna. Encontrados numa floresta, vivendo sozinhs, selvagens e afastados da civivlização. Podemos acreditr que ambos estavam psicologicamente vivendo num submundo. Assim foram feitos varios testes e estudos com esses meninos. Através dos mesmos foi constatado que a base cerebral permanecia intacta e normal. No entanto não haviam adquirirdo , a base do psiquismo humano. Esses meninos não haviam adquiridos uma série de funções humanas como andar ereto ou utilizar a linguagem oral. Porém, sabiam correr de quatro muito mais rapidamente que seus contemporâneos e podiam reconhecer pelo olfato o que relamente podiam comer , sem morrrer. Assim, na realidade haviam desenvolvido exclusivamenteos sentidos que foram mantidos durante seus primeiros anos de vida.Podemos perceber que apesar de terem a base morfológica cerebral perfeita, não tiveram a possibilidade de desenvolverem a organização e reorganização funcional em veirtude da aprendizagem prática e llinguística que deveriam ter adquirido durante a vida.Também não tiveram um modelo (mãe) ou seja a mediadores de saberes sociais. Por isso o desenvolvimento cognitivonão conseguiu se transformar. Alguns estudiossos afirmam que se uma pessoa não escuta até os dez anos de idade, por exemplo, é muito improvável que possa aprender a falar.Conseguimos então compreender que o funcionamento do cérebro depende das experiências que construimos durante nossa vida.
Para podermos tratar de dificuldades de aprendizagem, primeiro temos que falar dos esquemas evolutivos da aprendizagem, pois através dela, concebe-se a aprendizagem como uma construção intrapsíquica, com continuidade genética e diferenças evolutivas, resultantes da sua interação com o meio. assim entendemos que desde o nascimento até o contato como o grupo familiar a crianças recebem o resultado das interações do substrato biológico com a mãe, que na realidade será sempre o objeto por excelência e mediadora das características da cultura e das famílias históricas e atual, modelando assim a personalidade.

É por isso que hoje a aprendizagem vem ocupando um lugar de destaque, na realidade, merece que haja uma continudade da formação deste professor que vai atuar com essas crianças.E isso vem incomodando bastante as classes educacionais. Como atender essas crianças com dificuldades de aprendizagem e as que hoje foram trazidas pela inclusão. Se antes os professores já sentiam um frenezi com dificuldades de aprendizagens que dirá com transtornos de aprendizagem.

Assim o âmbito institucional, com suas muitas e grandes deficências, precisam ser revistas e a encontrar uma nova perspectiva para a formação de professores que possam ser mediadores, atuando dentro do parâmetro educacional,mas que tenha o aporte necessário para atender a estas crianças tão especiais. Acredito que se houvesse uma formação a nível de especialização que podesse ser somada ao curso de pedagogia, seria de grande valia na construção desta nova escola.

Logo chegamos a conclusão de que a aprendizagem é uma função integrativa,onde relacionan-se a mente, o corpo e a psique para que assim o indivíduo possa se formar de uma forma particular e única.Assim cada uma tem sua forma particular de aprender ou seja de processar as informações.Para poder entender bem o processo complexo da aprendizagem, ilustramos com o caso dos meninos lobo. Por circunstâncias diferentes eles cresceram as margens da sociedade moderna. Encontrados numa floresta, vivendo sozinhs, selvagens e afastados da civivlização. Podemos acreditr que ambos estavam psicologicamente vivendo num submundo. Assim foram feitos varios testes e estudos com esses meninos. Através dos mesmos foi constatado que a base cerebral permanecia intacta e normal. No entanto não haviam adquirirdo , a base do psiquismo humano. Esses meninos não haviam adquiridos uma série de funções humanas como andar ereto ou utilizar a linguagem oral. Porém, sabiam correr de quatro muito mais rapidamente que seus contemporâneos e podiam reconhecer pelo olfato o que relamente podiam comer , sem morrrer. Assim, na realidade haviam desenvolvido exclusivamenteos sentidos que foram mantidos durante seus primeiros anos de vida.Podemos perceber que apesar de terem a base morfológica cerebral perfeita, não tiveram a possibilidade de desenvolverem a organização e reorganização funcional em veirtude da aprendizagem prática e llinguística que deveriam ter adquirido durante a vida.Também não tiveram um modelo (mãe) ou seja a mediadores de saberes sociais. Por isso o desenvolvimento cognitivonão conseguiu se transformar. Alguns estudiossos afirmam que se uma pessoa não escuta até os dez anos de idade, por exemplo, é muito improvável que possa aprender a falar.Conseguimos então compreender que o funcionamento do cérebro depende das experiências que construimos durante nossa vida.
O homem quando nasce já encontra um mundo organizado, normas sociais e uma história. A vivência com o grupo favorece o desenvolvimento de algumas manifestações simbólicas como a linguagem e o pensamento, por meio desta integração o indivíduo constroi sua aprendizagem.
As dificuldades de aprendizagem podem surgir por alguns problemas cognitivos ou por ensinagem. Hoje é fácil diagnosticar as crianças como hiperativas, disléxicas, etc. Porém na realidade nós professores precisamos treinar nosso olhar para podermos ver o outro como o outro é.
A aprendizagem vem ocupando o lugar que, na realidade, merece a preparação de professores, educadores, psicólogos e de todos os profissionais cuja atuação se relaciona com modificações a serem operadas na personalidade humana, o que inicia com o , ou até antes, do nascimento, vai desde a criança, que se encontra na fase de aquisição de linguagem, passando à adolescência com a dificuldadade de ajustamento até ao adulto na distribuição do seu salário para despesas domésticas ou o pai na administração de carinho aos seus filhos, e se prolonga até a morte(CAMPOS,1996).
Ou seja a aprendizagem assim como a espiral do desenvolvimento perpassa toda a nossa existência.
A aprendizagem deve ter como objetivo a construção do conhecimento(ser cognocente)e assim construir a autonomia desse sujeito.

0 comentários: